X
Continuarei utilizando essa série como report de minhas experiências no Overwatch, aqui eu registrarei toda a informação que eu conseguir colher dentro do meu tempo de jogo.

Fala galera, tudo certo?

Em minha experiência na Temporada 2 venho percebido mudanças nos principais picks e composições no Competitivo em relação à temporada passada. Composições mais dinâmicas e inusitadas vem ganhando espaço, mas uma composição em especial chamou minha atenção por sua mecânica e principalmente seu potencial: 3 Tanks + 3 Suportes.

Como funciona?

A composição no mínimo inusitada já havia sido vista na Temporada 1 sendo utilizada pelo NiP (time profissional sueco) e com algumas das mudanças que vieram com a nova temporada se tornou ainda mais poderosa, talvez até demais.

Geralmente utilizada no ataque, a composição baseia-se na sobrevivência, a ideia é avançar uniformemente enquanto os Tanks agem para manter vivos uns aos outros enquanto os 3 suportes garantem a cura constante.

De maneira geral, quando bem utilizados alguns Tanks (destaque para a Zarya e Roadhog) não ficam muito atrás dos heróis de ataque/defesa no que diz respeito a dano e de quebra possuem um potencial de sobrevivência muito maior. Agora pense nisso com 3 suportes curando você!

Na questão dos Suportes, o diferencial da composição é justamente o dano que os Tanks recebem e que pode ser convertido em cura e por sua vez em carga de Ultimate. Vale destacar a importância da Ana para a composição: sua Ultimate devastadora é um dos fatores decisivos na investida da equipe, além das questões que tornam essa composição um cenário ideal para se jogar de Ana – alvos grandes e agrupados.

Como lidar?

É fato que enfrentar uma composição 3-3 pode ser complicado, mas nada é impossível. A maneira mais óbvia e comum é “combater fogo com fogo” e preparar seu próprio 3-3 na defesa, mas eu particularmente gosto de tentar counterar a composição do que simplesmente bater de frente e arriscar uma roleta russa.

Alguns fatores decisivos

  • Como já foi dito, a base da comp 3-3 é a sobrevivência e a movimentação em bloco utilizando-se principalmente da proteção que o escudo do Reinhardt fornece. Sendo assim, separar os Tanks é o seu principal objetivo, mas é claro que isso não será fácil! Num cenário um pouco menos utópico, conseguir encaixar um abate em um dos Tanks também é uma ótima oportunidade e essa será a hora ideal de manter a pressão.
  • Domine o High Ground. Manter os pontos mais altos do mapa será um fator decisivo contra essa composição. Geralmente times que utilizam o 3-3 tem pouca ou nenhuma mobilidade vertical, posicionar-se dessa forma irá facilitar a vida de sua equipe e garantir a proteção contra os Tanks.
  • Não tenha medo de recuar, isso vale para qualquer composição. Um time unido será muito mais efetivo, principalmente contra uma composição que exige muito dano para ser quebrada.
  • Comunique-se com sua equipe, compartilhe informações úteis, combine Ultimates, alvos, até mesmo a Orb do Zenyatta pode fazer mais diferença quando comunicada (Mais uma vez isso vale pra qualquer partida, independente da composição).

Composição

Os campeonatos vem mostrando ultimamente algumas opções que podem te ajudar nessa situação, a principal delas sendo uma variação do próprio 3-3 substituindo um dos suportes por um flanker que tem como objetivo principal derrubar a Ana adversária. Eu particularmente gosto bastante de utilizar composições baseada em 3 DPS, 1 Tank e 2 Suportes, que é totalmente dependente da comunicação e sinergia dos alvos e que tem como objetivo tornar os abates mais rápidos e impedir o “farm” de Ultimates.

O que você precisa para conseguir parar uma equipe utilizando 3-3 nesse caso é de muito dano de burst. Procure utilizar heróis com grande potencial de dano em pouco tempo. Alguns heróis são bons em causar dano constante (ex. Pharah e Soldado 76) mas muitas vezes isso não será suficiente para derrubar os tanks e só servirá para ajudar os Suportes adversários a carregar a Ult mais rápido.

Reaper e Tracer serão suas principais escolhas, derreter Tanks e garantir abates nos suportes mais recuados na formação será essencial. McCree também é um bom pick, principalmente quando o High Ground for garantido. Em uma situação diferente a Mei também pode ser uma boa escolha para separar o time adversário e garantir abates isolados.

Para a função de Tank, Roadhog ou Zarya são na minha opinião as melhores escolhas, principalmente por seu potencial de dano. Já os suportes podem variar bastante, mas eu focaria em ter sempre um Zenyatta que possa aumentar ainda mais o dano causado pela sua equipe.

Lembre-se, isso tudo não passa de opinião baseada em experiência pessoal minha, talvez o que funciona pra mim não funcione pra você (e vice versa) mas com certeza as informações contidas aqui podem ajudar na hora de compreender melhor essa composição que vem sido cada vez mais frequente no Overwatch!

E você, vem sofrendo com times 3-3? Tem utilizado a composição no competitivo? Não deixe de comentar!

Até a próxima!

EDIT: O AlphaApache e o Vovo Razer fizeram um vídeo com análise e explicação da mecânica da composição 3-3! Vale a pena dar uma conferida:

Compartilhe este post!
Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Tumblr
Tumblr
0Email this to someone
email
Pin on Pinterest
Pinterest
0